Existe uma versão de Luciana Genro para cada ocasião

Recentemente, uma candidata à prefeitura de Porto Alegre tem ocupado seu tempo em negar qualquer relação com regimes totalitários ou com o governo autoritário da Venezuela. Esta repudiando as agressões aos direitos humanos, além de dizer que seu compromisso é com a capital gaúcha. Inclusive, tem repetido com veemência que seus acusados estão mal informados e precisam estudar mais. Esta candidata se chama Luciana Genro, e é fundadora do Partido Socialismo e Liberdade. Já foi deputada federal, candidata derrotada a presidência da República e chefe da bancada do partido na Assembleia do Rio Grande do Sul, cargo para qual recebia 16,9 mil reais do contribuinte gaúcho. Detalhe: a bancada só tinha um deputado, Pedro Ruas.

Sangrar o contribuinte gaúcho é tradição de família. O pai de Luciana Genro é o carrancudo e bravateiro Tarso Genro, o trotskista fundador do Partido dos Trabalhadores que destruiu o governo do Rio Grande do Sul. Antes de Tarso Genro, o estado era considerado “a Europa do Brasil”. Depois de Tarso, a comparação teve uma leve modificação: o Rio Grande era como se fosse um país europeu, mais precisamente a Grécia. O pai de Lulu Genro herdou um estado com as contas equilibradas e sem dívidas das mãos da ex-governadora Yeda Crusius. Ao sair do Palácio do Piratini, o Rio Grande estava em ruínas. Fora a violência generalizada que transformou aquele estado em faroeste dos pampas.

Luciana é como o pai, gosta de defender o totalitarismo quando ninguém está olhando. Seu pai é defensor do modelo soviético, mas publicamente diz que defende a democracia. Sua filha já defendeu Hugo Chavez e Nicolás Maduro, há até uma foto da candidata em estase ao encontrar pessoalmente seu malvado favorito. Luciana também foi contra o impeachment, acreditando que o desgaste de novas eleições pudesse trazer dividendos para seu partido nanico. Em 2014, Luciana bateu boca com Danilo Gentili quando o apresentador a questionou sobre o apoio a ditaduras. Lulu disse que ele precisava estudar mais, que ela e o partido nunca defenderam esses regimes. Como se não fosse ela nesta foto erguendo o punho em Havana, diante de um monumento em honra ao fuzilador racista Che Guevara.

Em tempos de campanha, ela é a estúpida que manda seus interlocutores estudarem.

Fora de campanha, ela exalta o bolivarianismo

luciana-maduro-02

Basicamente, fica claro o padrão do golpe: existem duas versões de Luciana Genro, uma mainstream e outra hardcore. Ou melhor: uma para campanhas eleitorais e outra como militante. A militante é a verdadeira, e defende carniceiros sem sequer corar as bochechas. Mas tem gente que se choca, enquanto outros preferem fingir que defendem os direitos humanos. Se Lulu disser em período eleitoral que curte um totalitarismos e umas violações na intimidade, a escória progressista que lê Quebrando o Tabu, Catraca Livre e Huffington Post não terá como defender a candidata. Por isso ela adota o tom ameno de quem supostamente se preocupa com o ser humano, somente para enganar alguns incautos enquanto evita maiores constrangimentos a seus eleitores. Quando se apagam as cortinas, lá está Luciana no sabbath do socialismo, sacrificando a dignidade humana no altar dessa ideologia macabra.

O que é importante saber sobre Luciana Genro é que há muita maldade, perfídia e falsidade debaixo daqueles caracóis. Não duvidem: se ela se tornar prefeita, será muito pior do que Haddad em São Paulo ou Dilma Rousseff no Brasil. Lulu é uma tirana em potencial, ávida pela oportunidade de torturar os infelizes que caírem sob seu julgo. Felizmente, hoje temos a internet. Essa gente pode ser desmascarada.


Colabore com o blog

ass

btn_donateCC_LG (1)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s