Obrigado Gleisi Hoffmann!

Quem acompanha o blog sabe bem o quanto já atacamos a senadora petista Gleisi Hoffmann. Ela já foi chamada de criminosa, de ladra de aposentados, de Miss Piggy, narizinho e outros tantos adjetivos. Quem lê os textos sempre espera que Gleisi seja colocada na fogueira, que a tratemos como boneco de Judas em Sábado de Aleluia. Não esperem por isso. Não hoje.

Nessa ensolarada sexta-feira, Gleisi Hoffmann nos presenteou com uma bomba que sepultará de vez o governo petista. O Brasil que criticou ontem a postura agressiva de Gleisi Hoffmann não entendeu a razão da senadora em vociferar para o plenário do Congresso como se estivesse em um boteco da boca do lixo. Criticamos, pois entendemos que a petista estivesse apenas sendo hipócrita. Não. Gleisi foi amiga.

No dia de ontem, Gleisi provocou seus colegas ao tentar minar a dignidade da casa. A bravata tinha apenas uma finalidade, que era render conteúdo para as redes sociais e para o documentário gravado por Petra Costa. No entanto, o efeito colateral foi muito proveitoso para o Brasil. Gleisi irritou Renan Calheiros, o poderoso coronel que dirige o Senado com mãos de ferro.

Gleisi já havia provocado o insuspeito Ricardo Lewandowski, de quem sempre esperamos gestos em favor do PT. Mas Gleisi tirou ele do sério. Já havia tirado do sério o peemedebista Raimundo Lira, até então um homem cortes petismo. Gleisi fez com que Renan revelasse podres até então desconhecidos, mostrando que o nosso Supremo Tribunal Federal não tem limites quando se trata de injustiça. Graças ao teatro de Gleisi no dia de ontem, o STF tirou o julgamento de Gleisi e Paulo Bernardo da pauta. Corre em Brasília a versão de que o resultado já estava definido, e que era favorável ao casal Boonie e Clyde. Graças a Gleisi, o Brasil não foi brindado com mais um caso de impunidade. Agora quem fica sob fogo cruzado é o STF, que terá que explicar o porquê deste favorecimento.

Gleisi conseguiu a façanha de dinamitar um dos pilares do petismo, que é o senador Renan Calheiros. É verdade que Renan já não poderia reverter a situação, e que há muito já havia se conformado com o inevitável impeachment de Dilma. Mas seria uma transição pacifica. Como Gleisi é generosa, fez questão de fazer barulho para implodir a classe política. Muita gente terá que se explicar, outros tantos serão punidos. E o PT sai ferido, uma vez que Gleisi atrapalhou não só os argumentos jurídicos como também a narrativa até então adotada. Petra Costa terá trabalho para editar o documentário. Fora que no dia de ontem, a nossa mídia foi unanime em condenar o barraco de Gleisi.

Gleisi pensou mais no Brasil do que em si. Arriscou tudo, e levou a baixo uma estratégia bem elaborada de fazer cena chamando o impeachment de golpe. Depois do almoço, Gleisi se sentou na última fileira do plenário, taciturna.

Devemos agradecer pois, afinal de contas, Gleisi trabalhou mais pelo Brasil em um dia do que o maior partido antipetista (não necessariamente de direita), em anos. Quando é que os tucanos fariam algo semelhante? Gleisi desmascarou o STF, embolou a estratégia da narrativa do golpe e ainda garantiu que Renan Calheiros optasse pelo voto favorável ao impeachment.

Parabéns Gleisi Hoffmann, por mostrar ao Brasil como a esquerda é.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s