Vitória do Brasil, derrota dos inimigos da Democracia

Quem acompanha este blog já deve ter lido muito sobre a importância do impeachment, de como era o método mais adequado para derrotar o Partido dos Trabalhadores e de como este processo representava a luta da civilização contra a barbárie. Condenamos com veemência as propostas sebastianistas que pediam por intervenções militares por entender que quarteladas não só são inviáveis como também indesejáveis. Nunca vislumbramos facilidades nesta luta, já que a construção de uma democracia requer esforço, dor e sacrifícios.

E foi assim que chegamos aqui. Derrotamos blefes, truques, sortilégios, previsões falsas e armadilhas lançadas ao longo do caminho. Encerramos esta jornada de maneira altiva, vendo os inimigos da democracia se escondendo em outras cores e ocultando seus próprios símbolos de devoção para sobreviver eleitoralmente. A mulher arrogante que nos governou como laranja do maior sociopata desta terra descerá a rampa, e encerara a mais terrível página de nossa história.

Os brasileiros tiveram dias de luta, onde deixaram a habitual passividade de lado para reivindicarem para si o protagonismo político. Este exemplo mudou completamente os rumos da história, já que o golpe aplicado contra a democracia tinha tudo para ser concluído com sucesso. No que dependesse dos tucanos (alguns enterrados até a corrupção na lama da corrupção), nós jamais teríamos chegado até aqui. No que dependesse das arcaicas leis brasileiras, essa corja jamais seria responsabilizada. Foi necessário que alguns brasileiros saíssem as ruas, que criassem movimentos ativistas, que pressionassem partidos, que enfrentassem a mídia mainstream, em especial o consórcio golpista Folha/UOL. Enfrentamos também REDE, PSOL, PCdoB, PDT, PMDB, UNE, CUT, MTST, MST, CNBB e congêneres. Foi necessário que a sociedade ignorasse o canto da sereia de artistas, intelectuais, grupos religiosos e outros formadores de opinião cúmplices da agenda suja da esquerda. E aqui estamos.

Essa vitória é de um significado mais que grandioso. Só tem paralelo com a Independência do Brasil e com a Lei Áurea. Nós derrotamos aqueles que nos queriam como escravos, aqueles que solaparam a democracia com um plano criminoso de poder. Muitos outros povos caem nas teias do totalitarismo como moscas, e quanto mais se debatem mais se prendem. Nós não. É verdade, o inimigo derrotado irá assumir outras formas, o mal estará sempre a espeita com os dentes arreganhados contra a democracia e liberdade. Mas ao menos conseguimos embaralhar o jogo. Todo brasileiro que militou contra essa seita totalitária, que deixou de passar momentos com a família para ocupar as ruas, que repudiou o partido mais criminoso de nossa história nas redes, todos são responsáveis por essa vitória. Esses 61 votos obtidos no plenário do Senado são frutos da mobilização popular. Neste 31 de Agosto de 2016, todos nós seremos imortalizados pela história como heróis da democracia. É essa a medalha que levaremos para a eternidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s